Em quais aspectos a virtualização de redes e a abstração de redes se assemelham?




Em quais aspectos a virtualização de redes e a abstração de redes se assemelham?

A abstração de rede e a virtualização são semelhantes, mas também possuem diferenças significativas. Toda a virtualização de rede é abstraída, mas nem toda abstração de rede é qualificada como virtualização de rede. A abstração é um conceito de nível inferior, enquanto a virtualização é um conceito de nível superior.

Com os dispositivos de rede tradicionais, o fluxo de dados é especificamente limitado aos caminhos físicos. Para um pacote ir do ponto A ao ponto B, por exemplo, todos os dispositivos devem ter uma conexão física direta. Mudar configurações, em última análise, significa mover cabos ou dispositivos fisicamente. É aqui que entra a abstração.A abstração de rede quebra as relações físicas, o que permite a criação de rotas e dispositivos virtuais e oferece mais flexibilidade de rede.

A abstração permite a criação de construções de rede virtual, como uma LAN virtual (VLAN), em oposição a uma rota física entre dois destinos, que é apenas uma função de hardware.
Funções básicas de rede, como VLANs e roteamento e encaminhamento virtual, fornecem algum nível de abstração hoje e podem ser criadas simplesmente, sem todas as sobreposições complicadas envolvidas na verdadeira virtualização de rede.

Explicando a virtualização de rede
A virtualização de rede combina hardware e software para criar uma rede completamente definida por software.

< p style=”text-align: justify;”>Em contraste, quando as pessoas falam em virtualização de rede, elas normalmente se referem a um conceito mais complexo. A virtualização de rede combina hardware e software para criar uma rede completamente definida por software. Juntamente com a virtualização dos recursos de rede, a virtualização de rede também virtualiza os dispositivos. Isso significa que os comutadores físicos se tornam comutadores virtuais, que existem como entidades orientadas a software e não como caixas físicas com portas.
A virtualização de rede é mais frequentemente vista em plataformas de computação altamente virtualizadas, como o VMware NSX; instalações em nuvem, como o OpenStack; ou dentro de limites de contêineres, como o Kubernetes. < p style=”text-align: justify;”>A virtualização de rede pode ser dividida ainda mais em virtualização interna e externa. A virtualização de rede interna ocorre no nível do servidor, enquanto a virtualização de rede externa ocorre no nível do data center.
Com a virtualização de rede interna, todas as construções de rede são puramente virtuais e residem em um único sistema. Executar o hipervisor VMware ou Xen em um único servidor e permitir a conectividade entre as diferentes máquinas virtuais no servidor é um exemplo de virtualização de rede interna.
No entanto, quando essa configuração começar a incluir dispositivos de rede física externa ou servidores externos adicionais, ela será chamada de virtualização de rede externa.  

fonte: https://searchnetworking.techtarget.com

Comentários ( 0 )

    Deixe uma resposta

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.